sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

AÇUCAR X ADOÇANTES - PERIGOS DO EXCESSO

Qual o problema em consumir açúcar?

     O problema é que ele é um carboidrato de cadeia curta e simples, ou seja, ele é digerido muito rápido, liberando glicose no sangue de forma muito rápida, também. Ele não traz consigo nenhum nutriente benéfico à saúde, nenhuma vitamina ou sal mineral.

     As frutas, os alimentos como batata, massas, grãos integrais possuem carboidratos também, mas são de uma cadeia complexa, que são digeridos mais lentamente e liberam glicose constantemente no sangue, de forma mais gradativa não desequilibrando as taxas de açúcar do sangue, portanto são melhores fontes de energia, além de outros nutrientes.


   Por isso, o consumo excessivo de açúcar refinado causa danos ao sangue, ao pâncreas e ao metabolismo em geral.




Adoçantes parece uma escolha fácil, mas é mais complexa do que você imagina.

Adoçantes Naturais

XILITOL  


- Retirado de frutas e outros vegetais;
- Sabor considerado refrescante;
- Pesquisa indicam que pode combater cáries;
- É um dos poucos edulcorantes sem restrição para crianças e grávidas;
- Em quantidades maiores que 30g/dia pode causar diarreia.
- Custo Elevado;
- Valor Energético: 4Kcal/g ;
- Diabéticos: liberado.
- Consumo máximo diário* : 15mg/kg.


SORBITOL

- Usado como componente de outros adoçantes. Extraído da fruta s e algas marinhas;
- Sabor parecido com o açúcar (50% menos doce);
- Não é cariogênico (não provoca cáries, não fermenta)  e pode ser levado ao fogo;
- Doses maiores que 40g/dia pode causar diarreia.
- Valor Energético: 4Kcal/g ;
- Diabéticos: não devem usá-lo;
- Consumo máximo diário* : 15mg/kg.


FRUTOSE

- Diz-se ser o açúcar das frutas e do mel somente, mas a maioria da frutose usada na industria vem do milho mesmo.
- 20% mais doce que o açúcar;
- Pessoas com excesso de triglicérides no sangue devem evitar o consumo, assim como quem quer emagrecer;
- Sabor próximo ao do açúcar também;
- Pode provocar cáries;
- Não é recomendado em receitas quentes;
- Valor Energético: 4Kcal/g ;
-Diabéticos: usar sob orientação médica;
- Consumo máximo diário* : não estabelecido.


MANITOL

- Extraído de vegetais e algas marinhas;
- Raramente usado isoladamente porque é menos doce que a sacarose;

- Suporta altas temperaturas e não provoca cáries;
- Se consumido em excesso pode ter efeito laxativo;

- Valor Energético: 4Kcal/g ;
- Diabéticos: não devem usá-lo;
- Consumo máximo diário* : 15mg/kg.


LACTOSE


- Mais usado na industria como diluente dos edulcorantes artificiais;
- Contra indica para quem tem alergia ao leite e seus derivados;
- Adoça 15% a mais do que a sacarose;
- Pode ser usada em receitas quentes;
- Pode ter efeito laxativo;
- Valor Energético: 4Kcal/g ;
- Diabéticos:liberado.
- Consumo máximo diário* : não estabelecido.


STÉVIA

Fonte: http://lupus.realmsn.com/t439-stevia-um-adocante-que-faz-bem

O que faz a stévia ser tão atraente como um adoçante é que estudos demonstraram que o corpo humano não digere, nem metaboliza este glicosídeo intensamente doce. Ele não se modifica durante a passagem no trato gastrointestinal, sem ser assimilado. Assim, não obtemos calorias da stévia pura e de todos as formas de consumo, possuindo um índice glicêmico igual a zero.

Apesar disso, as folhas de stévia são altamente nutritivas, contendo vários nutrientes deficientes na alimentação diária, entre eles:

- sais minerais como: Alumínio, Cálcio, Cromo, Cobalto, Flúor, Ferro, Magnésio, Manganês, Fósforo, Potássio, Selênio, Sódio, Estanho, Zinco;

- vitaminas como: Ácido ascórbico (vitamina C), Beta-caroteno (precursor vitamina A), Niacina, Riboflavina, Tiamina (vitaminas do complexo B);

- outros: cinza, Astroinulina, Dulcosídeos, Fibra, Rebaudeosídeo, Silicone, Steviosídeo e água;

- glicosídeos diterpeno, inclusive um flavonóide chamado Rutina;

- óleo essencial com 53 componentes, incluindo óleo de cânfora e limoneno;

- flavonóides como Apigenina, Luteolína, Kaempherol, Quercitrina e Quercitina;

- steviol (alguns estudos referem que este steviosídeo age como um hormônio do crescimento, estimulando o crescimento de certas plantas e vegetais);

- vitamina K: apesar de não estar presente na lista, ela está presente nas folhas, pois é produzida pelas folhas das plantas verdes, durante o processo de fotossíntese;

- clorofila: também falta na lista, mas está presente em todas as folhas e plantas verdes e, conseqüentemente, na stévia também.  
Continue lendo na fonte de pesquisa.
Você encontra stévia, em líquido, pó e folhas e é uma ótima opção.



Adoçantes Artificiais

SUCRALOSE

- Desenvolvido a partir da molécula da sacarose com poder edulcorante (adoçar) até 600 vezes maior que o açúcar;
- Sabor próximo ao do açúcar;
- Praticamente não é absorvida na digestão e não tem evidência de toxicidade, embora em doses elevadas há registo de enxaqueca;
- Pode ser usada em receitas quentes, praticamente não é absorvida na digestão, sendo eliminada na fezes;
- Tem custo elevado, e não há estudos científicos conclusivos a respeito de possíveis efeitos;
- Valor Energético: 0Kcal/g ;
- Diabéticos:liberado.
- Consumo máximo diário* : 15mg/kg.




CICLAMATO DE SÓDIO


- Derivado do petróleo;
- 30 vezes mais doce que o açúcar;
- Está proibido nos Estados Unidos desde 1969, sob suspeita de provocar câncer, porém alguns estudos teriam comprovado sua segurança se usado dentro dos limites recomendados pela,OMS (Organização Mundial de Saúde);
- Muito produtos "zero" usam o ciclamato, que por conter sódio não é indicado para pessoas hipertensas;
- Pode ser usado em receitas que vão ao fogo;
- Seu poder edulcorante é baixo em relação a outros e tem sabor levemente amargo;

- Valor Energético: 0Kcal/g ;
-Diabéticos:liberado.
- Consumo máximo diário* : 11mg/kg.




ACESSULFAME K

- É um composto derivado do potássio, com poder adoçante 180 vezes maior que o açúcar;
- Contra indicado para pessoas com problemas renais;
- Pode ser usado em receitas quentes e não provoca cáries;
- Deixa gosto residual amargo;
- Valor Energético: 0Kcal/g ;
- Diábeticos:liberado.
- Consumo máximo diário* : 15mg/kg.




SACARINA


- Talvez o mais antigo educolrante descoberto ainda no século 19 e depois de muitos estudos e controvérsias foi declarado seguro se consumido em quantidades moderadas;
- Também é derivado do petróleo e contem sódio na sua formulação, por isso , é contra indicado para hipertensos;
- Suporta temperaturas altas e adoça até 400 vezes mais que o açúcar;
- Valor Energético: 0Kcal/g ;
- Diabéticos:liberado.
- Consumo máximo diário* : 5mg/kg.




ASPARTAME

- É um dos mais usados e controversos, uma vez que pode estar relacionado com o aparecimento de tumores cancerígenos, mudanças de humor e perda de memória. Embora na da tenha sido concluído, estudos continuam sendo realizados nos países desenvolvidos, segundo a OMS.
- Comprovado mesmo que portadores de fenilcetonuria não podem, em hipótese alguma, usar o aspartame, que contem fenilalanina em sua fórmula.
- Não prejudica a saúde bucal e tem sabor próximo ao do açúcar;
- Não pode ser levado ao fogo, pois perde o poder adoçante e ainda pode gerar substâncias tóxicas. *
- Valor Energético: 4Kcal/g ;
- Diabéticos:liberado.
- Consumo máximo diário* : 40mg/kg.

* Desagradável verdade sobre o aspartame: http://www.laleva.cc/pt/alimentos/aspartame_verdade.html
Não se assuste, mas pense!!!


Artifical Sweetener Disease (ASD, ou Doença do Adoçante Artificial) :http://www.provafinal.net/2011/12/um-novo-tipo-de-doenca-e-causado-por-aspartame/ 



Enfim, é apenas uma breve abordagem extraída de fontes seguras, para que você faça a melhor opção ao consumir o doce sabor que pode ser agradável mas traz seus perigos ocultos.


Fontes de Pesquisa: 
- Revista : O PERIGO DO AÇÚCAR - Editora Alto Astral - - Ano 1 - Nº1 - 5,90 SP


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qualquer comentário com conteúdo ofensivo será deletado. Por isso, só poste comentários que venham a contribuir para o conteúdo, sugestões, avaliações técnicas, etc. Agradecemos sua participação que é muito preciosa para nós e nossos leitores por todo mundo.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.