sábado, 20 de janeiro de 2018

FEBRE AMARELA E A PRATA COLOIDAL, COMO FUNCIONA O MECANISMO DE DEFESA

FEBRE AMARELA

A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores (mosquito Aedes Aegypti). Geralmente, quem contrai este vírus pode não chegar a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos, em caso de sistema imunológico depressivo, pode ter consequências graves.

As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias.

A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

informação do instituto Osvaldo Cruz (Fiocruz)


PRATA ATUANDO NO VÍRUS

A prata não mata o vírus, ela age de forma diferente no organismo com relação as bactérias e fungos.

A prata coloidal não mata vírus, ela protege a célula aderindo-se a parede dessa célula pela carga magnética que possui e evita que o vírus "entre" e se multiplique, com isso, no período de vida do vírus, ele não conseguirá infectar as células e se multiplicar e seu próprio organismo dará cabo de todos os hospedeiros indesejados.

Os vírus são seres que não possuem células, são constituídos por ácido nucleico que pode ser o DNA ou o RNA, envolvido por um invólucro proteico denominado capsídeo. Possuem cerca de 0,1µm de diâmetro, com dimensões apenas observáveis ao microscópio eletrônico.

Por serem tão pequenos conseguem invadir células, inclusive a de organismos unicelulares, como as bactérias. É parasitando células de outros organismos que os vírus conseguem reproduzir-se. Por essa razão o mecanismo que atua na eliminação das bactérias e fungos pela prata não é o mesmo dos vírus.
Caso uma bactéria esteja infectada por vírus, ai sim o processo será outro.

Um fator importante no uso da prata para para tratar viroses é ter um diagnóstico preciso por um médico para saber qual o vírus , o período de incubação e o período de vida dele no seu organismo, pois o tratamento dura exatamente esse tempo.

Entenda, você está contaminado e um exemplo: o vírus X vive 45 dias normalmente em condições favoráveis, então dependendo da gravidade, você tomará X ml por 50 dias pela manhã em jejum associado a uma alimentação que favoreça o fortalecimento do sistema imunológico ou um complexo vitamínico bom.

A prata cumprira a função dela nesse caso e e seu sistema imunológico também, eliminando o parasita.

Saiba que tomar a menos, não surtirá o efeito desejado e tomar a mais também não, pois se tornará uma faca de dois gumes, de um lado não haverá cura e o outro poderá tornar seu sistema imunológico, com o tempo acomodado, pois ao beber não apenas servirá para a virose, mas também para tudo o mais, interferindo na flora e fauna microscópica do seu organismo.

Por isso, que muitos dizem que a prata é ineficiente contra vírus, mas não levam em conta tipo de vírus, tempo de vida e contexto do organismo do individuo, que vai determinar dosagem e tempo de tratamento.

Creio que ninguém tenha lhe explico isso, mas fique ciente, pois é comprovadamente cientifico. Muitos testes em laboratórios feito em Universidades americanas relatam isso, porém é muito pouco divulgado.

Então essa é a função da prata no caso de viroses, bloquear a contaminação das células e nada mais, entendeu?

Passa a ser, por isso , um tratamento mais demorado e disciplinado.


COMO USAR A PRATA COMO PREVENTIVO VIRAL

Durante o período da epidemia ou manifestações do mosquito, tomar a prata de 15 a 20 ppm (partículas por milhão) entre 1 ml a 5 ml dia pela manhã em jejum, uma vez ao dia. mantendo a dose correta pode-se tomar até 6 meses.

Para crianças consulte um médico e calcule a dosagem conforme o peso, pois como estão em fase de crescimento é necessário atentar para diversos fatores, inclusive a falta de informação sobre o uso em crianças.

Animais, também é necessário calcular dose conforme o peso.



COMO CALCULAR A DOSAGEM CORRETA DA PRATA COLOIDAL PARA INGERIR:

Para calcular a dose de acordo com peso faça o seguinte cálculo (Dose recomendada pelo FDA):

ML DOSE ADULTO : Peso do adulto ou criança = x
Peso da pessoa x (o peso menor que 60kg ou maior que 80) = dosagem certa

Exemplo: 5 ml (para manutenção) : 70 kg (adulto) = 0,0714
0.0714 x 40kilos (peso a ser calculado) = 2,85 ml é a dose adequada

X * O PESO DA PESSOA (COM MENOS DE 60 OU MAIS DE 70 kg = DOSE ADEQUADA

(É uma dosagem aproximada para que não se exceda o recomendado pelo FDA)




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qualquer comentário com conteúdo ofensivo será deletado. Por isso, só poste comentários que venham a contribuir para o conteúdo, sugestões, avaliações técnicas, etc. Agradecemos sua participação que é muito preciosa para nós e nossos leitores por todo mundo.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.